top of page

A IA CHEGOU E MEU TRABALHO ACABOU!

:: Esse pensamento pode estar tirando o sono de quem ouve falar do ChatGPT, MidJourney e outras novidades da IA (Inteligência Artificial), mas será que se entregar para o medo e rezar para ela não te pegar é a única solução?



Sim, o desconhecido nos apavora, ainda mais quando chega ameaçando a própria existência do nosso trabalho, mas a mudança sempre fez parte da evolução do mundo. O importante é aprendermos a usar essas ferramentas para ajudar a executar melhor e mais rápido o nosso trabalho, ao invés de torcer para que elas não aconteçam, até porque, já aconteceram, chegaram sem pedir licença e devem crescer a passos largos, daqui pra frente.


Que tal uma espiada geral no assunto?


A ERA DA IA

Sem complicar muito, a IA é uma tecnologia avançada que permite que máquinas executem tarefas complexas e eficientes que até então só podiam ser realizadas por humanos, como tomadas de decisão, resolução de problemas, interpretações, criações e aprendizado. São sistemas que processam grandes quantidades de dados, aprendem a partir desses dados e agem com base nas informações que aprenderam.


Bill Gates garante que “O desenvolvimento da IA é tão fundamental quanto a criação do microprocessador, do computador pessoal, da Internet e do telefone celular. Isso mudará a maneira como as pessoas trabalham, aprendem, viajam, recebem cuidados de saúde e se comunicam umas com as outras. Indústrias inteiras se reorientarão em torno disso. As empresas se distinguirão pelo quão bem elas o usam.”


Pois é, no ponto de vista de Gates, investidor da empresa OpenAI que se tornou parceira da Microsoft, o cenário é otimista, como pode conferir neste artigo. Já o autor de Sapiens, Yuval Harari, pondera vantagens e desvantagens da tecnologia nessa matéria do New York Times . Recomendo as duas leituras para um entendimento mais amplo e de longo prazo sobre o assunto.

4 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page